O peso do problema

O título desta publicação foi manchete de uma matéria publicada no Jornal Estado de São Paulo, e tratou sobre o excesso de peso dos brasileiros nos últimos dez anos. O sedentarismo da TV e outras telas foram apontados como a causa do problema. O artigo destacou que “Crianças hoje não só acumulam brinquedos de plástico em casa, mas calorias vazias no corpo.”

A frase citada em negrito vai ao encontro de minha observação como Profissional de Organização, pois, em minhas visitas técnicas e projetos de trabalho, tenho constatado que os adultos têm acumulado muito mais do que precisam e, como conseqüência disso, as crianças acabam tendo pilhas de brinquedos espalhados pela casa, que nem lembram que têm ou que brincaram uma única vez e se desinteressaram, sem se desfazerem até mesmo de brinquedos quebrados. Isto pode contribuir para que se tornem pessoas adultas desorganizadas – ou até mesmo acumuladoras.

Nos encontros da Oficina de Suporte aos Problemas da Desorganização, que acontece semanalmente no Ateliê Terapêutico Cuidar, e onde participo com outra colega profissional de organização e uma psicóloga, os relatos no grupo sobre as dificuldades existentes mostram que o caos se estende aos filhos, também.

Para que o problema não se torne crônico, é na infância que se deve ensinar o conceito da organização para que esta se torne um hábito. A criança é uma esponja – o que ela vê é o que ela fará. Um lar organizado é um espaço harmonioso onde todos acham rapidamente o que procuram e a rotina doméstica fica mais fácil de lidar.

Em alguns casos, pessoas que não eram acumuladoras podem desenvolver o acúmulo compulsivo, por causa de acontecimentos importantes e, nesse caso, precisam de ajuda terapêutica.


Se você percebeu que um membro da família, um vizinho ou um colega de trabalho tem características de ser cronicamente desorganizado, antes de tudo, seja paciente, pois esse comportamento não aconteceu da noite para o dia. Vai levar tempo até essa pessoa aprender novas habilidades e estratégias para lidar com o problema. Pessoas desorganizadas estão entre as mais criativas e inovadoras. Ter o acompanhamento de um profissional de organização e profissionais habilitados ajudará no progresso.

Quer saber mais sobre a Oficina de Suporte aos Problemas da Desorganização, entre em contato pelo e-mail: atendimento@yesorganizacaoprofissional.com
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

0 comentários. Clique aqui para comentar.:

Postar um comentário

O que você achou da postagem? Dúvidas em organização?
Deixe aqui seu comentário.

Visualizações

Agradecimentos

Ari Hollaender - consultoria em Marketing

Marcadores

Voltar ao topo