Consumo consciente avança entre jovens

O título desta postagem foi extraído de uma matéria do Estadão, no Caderno Finanças Pessoais, que tratou sobre o termo lowsumerism, em que o pesquisador Eudardo Biz explica:
'Os pilares desse conceito são menos consumismo, busca por alternativas menos danosas e viver com o necessário. O lowsumerism repensa o que é excesso e sugere que você questione o ato de comprar para ficar na moda. A questão ética passa a entrar na decisão da compra.'
Está aí uma boa reflexão para nos questionarmos do por que as pessoas de média idade (a partir dos 40, considerando a expectativa de vida próximo aos 80 anos) abarrotam suas casas de coisas, que acabam sendo esquecidas ou nem usadas.
Quantas vezes compra-se por impulso e nem se aproveita o objeto de consumo?
Quantas vezes alguns mantimentos ou produtos de higiene passam do prazo de validade e lamentamos ter que jogar fora, quando lembramos de ver a data de vencimento? Ou, então, mesmo cientes de que a data de validade está vencida, arriscamos a saúde, e usamos o produto, com pena de descartá-los.
Quanta papelada guardamos, sem critério e sem categorização, só porque temos receio de precisar deles algum dia e não sabemos por quanto tempo guardar determinados documentos, extratos, faturas pagas, etc.?
Eu, ultimamente, tenho observado meus pertences e tenho praticado o minimalismo. Tenho praticado a Arte de Esvaziar!
Percebi que com menos peças decorativas nas bancadas, não acumula pó e facilita a limpeza;
Com menos roupas no closet, posso ver tudo o que tenho e usar peças do vestuário que estavam escondidas nas gavetas.
Menos louça, panelas e acessórios na cozinha facilitam na hora de cozinhar – fica tudo mais prático de achar. Afinal, para que 2 jogos de louça com 24 peças, se uso somente 2 pratos por vez; ou 10 panelas, se uso no máximo três para preparar cada refeição?  Para quê 3 jogos completos de talheres, se uso um só para me alimentar? 
Por que ter a despensa e geladeira tão cheias, se estou fazendo dieta? Certamente, não vou conseguir perder peso se ficar olhando a toda hora para o estoque de alimentos...   
Menos papeis nas pastas, tudo fica fácil de achar, com muito mais rapidez.
Para que tantos livros guardados, se não os leio mais e nem tenho o propósito de reler?  Guardei só os que consulto regularmente e os que me foram dados de presente, com dedicatória...
Enfim, a vida tem ficado mais leve e sinto-me com muito mais liberdade para fazer o que gosto!
Que tal você se desapegar de coisas que já não fazem mais sentido e praticar o lowsumerism, ou se preferir, o minimalismo? Se precisar de ajuda, Yorganiza é a solução! 

Sugestão de leitura:
Comente via Blogger
Comente via Facebook
Comente via Google+

0 comentários. Clique aqui para comentar.:

Postar um comentário

O que você achou da postagem? Dúvidas em organização?
Deixe aqui seu comentário.

Visualizações

Agradecimentos

Ari Hollaender - consultoria em Marketing

Marcadores

Voltar ao topo